Significado de Obrigação

SIGNIFICADO DE OBRIGAÇÃO

obrigacao

Para estabelecer o significado do termo obrigação, é necessário, em um primeiro termo, procedermos à determinação de sua origem etimológica. Ao fazer isso, descobrimos que é uma palavra que emana do latim, pois é composta de três componentes da referida linguagem:

• O prefixo "ob-", que é equivalente a "confronto".
• O verbo "ligare", que pode ser traduzido como "amarrar".
• O sufixo "-tion", usado para mostrar uma ação e seu efeito.

Obrigação é o que uma pessoa é forçada (forçada) a fazer. Pode ser uma imposição legal ou um requisito moral. Por exemplo: "Pagar impostos é uma obrigação de todos os cidadãos""Se você deseja continuar trabalhando para nós, tem a obrigação de chegar pontualmente todas as manhãs""Ajudar os mais necessitados é uma obrigação de todos nós que temos o sorte de ter um emprego”.

Uma obrigação, portanto, pode ser um elo que leva a fazer ou abster-se de fazer algo, estabelecido por lei ou por regulamento. Em vários países, votar nas eleições é uma obrigação de todos os cidadãos que atendem a certos requisitos (ter mais de 18 anos de idade, ter um documento de identidade etc.). 

Se a pessoa aparecer na lista eleitoral e decidir não votar, terá cometido uma falta por não cumprir sua obrigação cívica.

No âmbito da lei, existe o que é conhecido pelo nome de obrigação legal. Este é um termo usado para se referir ao relacionamento ou vínculo legal estabelecido entre duas pessoas, um credor e um devedor. Estando unidos, torna-se vital que estes últimos realizem um benefício para os primeiros.

Especificamente, com base nesse conceito, teríamos que estabelecer que, nesse caso, a obrigação pode ser de um tipo diferente:


• De pluralidade de sujeitos: conjunta ou solidária.
• De acordo com o objeto, pode-se falar de dois grandes grupos: os de dar, fazer ou não fazer e, por outro lado, os positivos e os negativos.
• Com base nas modalidades, teríamos que dizer que a obrigação legal pode estar sujeita a elas (termo ou condição) ou pura e simples.


Nesse sentido, também é importante saber que a obrigação acima mencionada pode ser transferida ou atribuída. Nos casos que se tornam efetivos, deve-se ter em mente que a única coisa que muda é a pessoa e não a obrigação em si, que permanece a mesma.

A obrigação também pode estar ligada a um preceito religioso. Nesse caso, não é a lei que impõe a punição pela falta, mas Deus ou a instituição religiosa. Os judeus são obrigados a não comer carne de porco, enquanto os cristãos são obrigados a não ter relações sexuais antes do casamento.

É possível que a obrigação surja da própria consciência ou moral do indivíduo. Se um homem descobrir que um amigo está com problemas, ele poderá sentir que tem a obrigação de ajudá-lo e desistirá do que está fazendo para ajudá-lo.
Seguinte
« Prev Post
Anterior
Next Post »